Sociedade

Operação Lava Jato. Advogado diz que Raúl Schmidt vai ser libertado

Supremo terá concedido habeas corpus ao luso-brasileiro

Raúl Schimdt, arguido luso-brasileiro na operação Lava Jato - que envolve o antigo presidente do Brasil Lula da Silva - vai ser libertado hoje a qualquer momento, avança a RTP3, citando o advogado de Schmidt

De acordo com o mesmo canal, o Supremo Tribunal de Justiça de Portugal diferiu, ao início desta tarde, o habeas corpus que tinha sido pedido pela defesa do arguido.

A defesa de Raúl Schimdt, Alexandre Mota Pinto, em declarações à Agência Lusa, afirmou que o Supremo concedeu o habeas corpus ao luso-brasileiro que se encontrava detido para ser extraditado, porque entende “que foi excedido o prazo previsto na lei para entregar Raul Schimdt ao Brasil”, ao abrigo daquele país.

Recorde-se que o luso-brasileiro é suspeito na Operação Lava Jato dos crimes de corrupção, branqueamento de capitais e organização criminosa.