Sociedade

Sarampo. Todos os doentes infetados já estão curados

Número de casos de sarampo do surto na Região do Norte aumentou para 111, mas todos as pessoas que estavam infetadas já se encontram curadas, indica o mais recente balanço feito pela Direção-geral da Saúde (DGS).

No início do mês de abril havia 109 pessoas infetadas com sarampo, sendo que durante duas semanas o número não aumentou.

No entanto, atualmente já há 111 casos confirmados, mas todos os doentes já se encontram curados, de acordo com a DGS.

Apesar de todos os infetados se encontrarem curados, há ainda 24 casos sob investigação.

Recorde-se que, os primeiros sintomas da doença costumam ser febre, congestão nasal, tosse seca, irritação na garganta e vermelhidão nos olhos. Dois a quatro dias depois, começam a surgir manchas brancas (chamadas as manchas de Koplik) na boca. Só depois é que o vírus do sarampo provoca erupções na pele, acompanhadas por uma comichão ligeira. Começam por aparecer nas orelhas e no pescoço, com um aspeto irregular, espalhando-se posteriormente para o tronco, os braços e as pernas, desaparecendo gradualmente do rosto.€

Anualmente, o sarampo afeta cerca de 20 milhões de pessoas em todo o mundo. A Organização Mundial de Saúde tinha como objetivo eliminá-lo do continente europeu até ao ano de 2010. No entanto, apesar dos esforços deste organismo, os casos de sarampo têm vindo a aumentar nos últimos anos – só em 2011 foram identificados 32000. Este ano, 14 países europeus registaram surtos de sarampo: Portugal, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, Dinamarca, França, Alemanha, Hungria, Islândia, Itália, Suíça e Suécia.