Opiniao

Girl Power... aqui estamos nós outra vez

Muito se tem falado ultimamente do empowerment das mulheres. 

Desde os movimentos em torno da polémica Harvey Weinstein até aos manifestos de atrizes reclamando igualdade salarial, esta questão vai contudo muito além de Hollywood.

E se faz todo o sentido falar deste poder e de uma igualdade que se procura incessantemente, mas que ainda não foi alcançada, é importante refletir sobre o verdadeiro poder das mulheres.

Isto porque é inegável que as mulheres são de facto poderosas. Não o digo por ser mulher ou por este fim de semana ser o Dia da Mãe, mas porque conheço inúmeras super mulheres todos os dias. (Sosseguem os Homens porque também os há em versão ‘super’).

Não falo apenas da épica tarefa de conjugar trabalho com a vida familiar, mas acima de tudo do poder que as mulheres têm em tantas outras áreas.

As mulheres têm o dom do multitasking e conseguem fazer mil coisas ao mesmo tempo... há quem diga que não se focam mas se isto não é um poder, não sei o que será. 

As mulheres pensam em milhares de coisas ao mesmo tempo. Pode ser confuso e até surreal, mas a verdade é que no meio de tanto pensamento conseguem ter ideias, improvisar e resolver.

As mulheres têm fama de ser complicadas mas ninguém como elas descomplica e soluciona a crise do dinossauro perdido no meio dos brinquedos, enquanto acaba uma importante apresentação para um cliente.

As mulheres dizem-se menos pragmáticas, mas ninguém consegue definir prioridades como elas e assim ditar um rumo para tudo o que é acontecimento.

As mulheres não controlam tudo, mas na ambição de o fazer acabam por dominar tanta coisa que se perdoam as outras tantas falhas.

Porque precisamos então de mais empowerment? A verdade é que são anos de história ‘contra’ nós que agora temos de recuperar e endireitar. A verdade é que provavelmente trabalhamos mal o nosso próprio marketing e deixámos andar tempo de mais. 

É por isso que todo este movimento se revela uma excelente campanha - ainda que orgânica e genuína - em torno de uma causa. Temos a mensagem certa, as celebrities do nosso lado, os influencers, os melhores meios e até os mais variados homens de sucesso a darem a cara por nós. 

Esta será provavelmente a campanha do século no que diz respeito a engagement, notoriedade, criatividade, originalidade…whatever... resta saber se será a campanha do século no que diz respeito a resultados, tornando esta conversa completamente obsoleta.

Até lá força em tudo o que é hashtag #girlpower, #girlboss, #weruntheworl, #womenrock. E muito power para todas as mães neste grande fim de semana.

*Diretora Criativa 

Havas Sports & Entertainment