Internacional

Brasil. Morte de Marielle foi planeada por político e ex-polícia

Testemunha acusa um outro vereador pela morte de Marielle Franco.


Uma testemunha que colabora com a polícia brasileira no caso da morte da vereadora Marielle Franco afirmou que o responsável foi um outro vereador e um ex-polícia, escreve o jornal brasileiro O Globo.

Segundo o relato da testemunha a que O Globo teve acesso, o vereador Marcello Siciliano e o antigo polícia militar Orlando Oliveira de Araújo planearam o assassinato de Marielle Franco.

O objetivo seria conter o avanço das ações comunitárias desenvolvidas por Marielle na zona oeste do Rio de Janeiro.

Marcello Siciliano já veio negar as acusações e disse não conhecer Orlando Oliveira de Araújo, que está preso por liderar uma milícia no Rio de Janeiro.

Os comentários estão desactivados.