Sociedade

Hospital de Santa Maria sem capacidade para tratar doentes com cancro

Unidade foi obrigada a adiar tratamentos

O Hospital de Santa Maria está sem capacidade para tratar doentes com cancro. A falta de meios obrigou a unidade a adiar tratamentos.

Em declarações à TSF, o diretor do serviço de Oncologia de Santa Maria, Luís Costa, afirmou que a procura tem aumentado devido à lei que permite ao doente escolher qual o hospital em que quer ser tratado.

“Estou quase a abrir [lista de espera] porque não tenho médicos para tantos doentes nem tenho espaço”, referiu, acrescentando que na semana passada o hospital não conseguiu “tratar os doentes que estavam previstos” e foi obrigado a adiar os tratamentos, acrescentando que estes tratamentos são urgentes e que uma lista de espera “não deixa ninguém sossegado”.

“Se não tenho espaço nem pessoas suficientes para fazer o trabalho, o que vou fazer?”, questionou. “Os médicos pensam menos tempo sobre os doentes que têm e, como é óbvio, tomam piores decisões”, realçou o responsável.

“Falta a alocação de recursos para as necessidades que foram criadas”, disse o Luís Costa, completando que todos concordam com a lei criada pelo governo, mas isso só resultará se tiver meios de resposta adequados à procura elevada, sendo necessário abrir mais vagas para médicos.

“Tenho pessoas que queriam ficar no meu serviço, mas não são abertas vagas para isso. Estou cada vez com mais doentes, preciso de mais médicos, há médicos que querem ficar no serviço com o ordenado que é oferecido no sistema nacional de saúde e não são abertas vagas para as pessoas poderem ficar. Hoje despedimo-nos de uma delas, que vai embora”, lamentou.