Economia

China prepara OPA sobre a EDP

CMVM delibera suspensão da negociação das ações EDP e EDP Renováveis 

Um consórcio chinês que é liderado pela China Three Gorges – que controla, em conjunto com outro acionista chinês, praticamente 30%da empresa - está a preparar o lançamento de uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a EDP.

A notícia é avançada pelo jornal Expresso, que refere que esta operação deverá ter, por um lado, quaisquer resistências junto do Governo. No entanto, por outro lado poderá não ser assim tão bem recebida pelo conselho de administração, liderado por António Mexia. 

Esta oferta pública surge numa altura em que o Estado chinês já detém 28,25% do capital da EDP, e depois de nos últimos meses se ter especulado que a empresa de energias podia vir a fazer parte de um movimento de consolidação no setor energético da Europa.

Recorde-se que, esta quinta-feira, a EDP apresentou os resultados do primeiro trimestre, cujo lucro desceu em 23%, ou seja, para 166 milhões de euros face aos 215 milhões que tinha alcançado em igual período do ano passado.

CMVM delibera suspensão da negociação das ações EDP e EDP Renováveis

Na sequência da notícia avançado pelo Expresso, o Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deliberou a suspensão da negociação das ações da EDP e da EDP Renováveis, aguardando assim a divulgação de informação relevante ao mercado.