Tecnologia

Dez portugueses descarregaram aplicação que deu acesso indevido a dados pessoais

A Comissão de Proteção de Dados informou que pelo menos 10 portugueses utilizaram uma aplicação que permitiu o acesso indevido aos seus dados.

“Há um conjunto de portugueses, a partir de uma dezena, ou pouco mais do que isso, que preencheram o tal questionário [que permitiu o acesso indevido aos seus dados pessoais]. A partir do preenchimento desses dados houve, de facto, acesso [pela Cambridge Analytica] a dados de milhares de cidadãos portugueses” disse a presidente da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), Filipa Calvão, em declarações à agência Lusa.

A CNPD informou que está a acompanhar: “Estamos a acompanhar, e num contexto de não podermos nós ir ao Reino Unido ou Irlanda por razoes de soberania dos outros Estados”, disse Filipa Calvão.

A presidente da CNPD deixou ainda algumas recomendações para os utilizadores portugueses de forma a que a sua privacidade não seja violada, aconselhando a terem “cuidados” com as aplicações que os utilizadores descarregam e que nem todas “são ingénuas, porque algumas vêm com a intenção de recolha de informação”.