Economia

Formação e mobilidade interna para ajudar a criar uma cultura Efacec

Nova Mast3R Academia Efacec tem três escolas de formação específica para suportar a concretização da estratégia de negócio da empresa.

A formação e a mobilidade interna são apostas da Efacec e no início da semana a empresa de tecnologia e engenharia começou o seu novo programa de formação, Mast3R Academia Efacec.

No mesmo dia decorreu uma outra formação no âmbito do departamento de Qualidade, Ambiente e Segurança sobre o risco de trabalho em altura, destinada aos colaboradores da unidade de negócio de Energia nas instalações da da empresa na Arorteia, Leça do Balio.

«Todos os dias há formação», diz ao SOL, Isabel Pinto, técnica de segurança na Efacec responsável por esta formação de oito horas, na qual participam sete pessoas. Este tipo de formações existe de acordo com as necessidades da empresa e é repetida por cada colaborador a cada cinco anos. «No final de cada o colaborador vai a exame» e dá direito a certificação, acrescenta Isabel Pinto, explicando que sem esta «formação não podem exercer a atividade». Além desta, há formações em outros tipos de riscos.

«O nosso objetivo é chegar a 2020 com acidentes zero», sentencia a diretora de Qualidade, Ambiente e Segurança da Efacec, Segundo Cristina Mira Godinho, a empresa tem como objetivo «criar uma verdadeira cultura de segurança» uma vez que este é «um tema muito agregador» mas não o único. 

Ambiente, separação de resíduos, emergência – a Efacec tem uma corporação de bombeiros interna – são outras das apostas da formação dentro da empresa. A segurança é um dos exemplos da Escola Corporativa, um dos três eixos da Mast3R Academia Efacec. A corporativa é uma escola vocacionada para trabalhar processos comportamentais e de comunicação orientados para a cultura da empresa e é a que tem conteúdos mais transversais e abrange o maior número de colaboradores. 

A escola de gestão é destinada à formação de líderes e uniformização das práticas de gestão e de liderança alinhadas com os standards de excelência mundiais, visando otimizar ferramentas de gestão de negócio e de projeto e o desenvolvimento de competências de gestão de equipas. Já a escola tecnológica foca-se na promoção da inovação tecnológica para responder e antecipar as necessidades do mercado.

Ambição 

«O desenvolvimento de conhecimento e gestão de conhecimento são essenciais para atingir o objetivo de crescimento», resume o CEO na apresentação da Mast3R Academia Efacec, pela qual vão passar mais de 1800 colaboradores da empresa. É um «objetivo ambicioso do ponto de vista da organização», que passa por «alargar competências, pela gestão de talento, atrair e reter colaboradores», acrescenta Ângelo Ramalho. 

O objetivo desta academia é adequar a oferta formativa às prioridades de desenvolvimento de competências para suportar a concretização da estratégia de negócio da Efacec. 

Esta estrutura permite que os módulos de formação sejam comuns a várias funções e várias unidades de negócio, promovendo a transversalidade, sinergias e partilha de conhecimento. 

Ao SOL, Ângelo Ramalho afirma que «primeiro tenta responder às necessidades da empresa, de desenvolvimento de pessoas e de grandes grupos de famílias para responder às necessidades estratégicas da organização» e é também de «baixo para cima no sentido que os nossos colegas, colaboradores, têm toda a disponibilidade para desenvolver a sua carreira e escolher o caminho que quiserem». De acordo com o responsável, «no fim do dia queremos pessoas mais capacitadas, porque só com pessoas capacitadas conseguimos responder aos desafios».

Os objetivos da transversalidade, promoção de sinergias e partilha do conhecimento não se limitam aos atuais trabalhadores, mas também ao papel central que a Mast3R Academia Efacec tem na no acolhimento de novos colaboradores na empresa. 

Na Escola Corporativa, o programa de acolhimento (onboarding) ‘Uma Só Efacec’, contempla módulos que permitem uma integração mais acompanhada e eficaz dos novos colaboradores na Efacec bem como atividades complementares que agilizam o processo de entrada.

Programa ‘700 Recruta+’

Este projeto será também uma ferramenta importante para promover a integração e gestão dos novos colaboradores do programa ‘700 Recruta +’.

Com o programa a Efecec vai, até 2020, contratar 700 pessoas, numa estratégia que privilegia a diversidade de género e tem como ambição ter mais mulheres em todas as áreas de uma empresa focada na automação e na mobilidade elétrica. 

Chegar às 500 mulheres até 2020 é o objetivo global da empresa, que neste momento conta com 352 mulheres nos seus quadros – 15,4% do total de colaboradores, que ultrapassam os 2300, 2000 dos quais em Portugal.