Sociedade

Uma das últimas mensagens de Arnaut: “SNS foi reduzido a serviço residual para pobres”

Histórico socialista enviou um texto para o III Congresso da Fundação Para a Saúde SNS em Coimbra, que teve lugar sexta e sábado em Coimbra

O SNS está reduzido a um serviço residual para pobres. Esta foi uma das ideias que António Arnaut quis deixar na última sexta-feira aos participantes no III Congresso da Fundação Para a Saúde SNS em Coimbra, cidade em que residia.

Num texto enviado à organização, hoje publicado pelo presidente da fundação José Aranda da Silva, o pai do SNS sublinha que o Serviço Nacional de Saúde atravessa um tempo de grandes dificuldades, que se não forem atalhadas podem levar ao seu colapso.

Uma das expectativas do histórico socialista era que, nos 40 anos do SNS, que se vão assinalar em 2019, pudesse haver sinais de consolidação do serviço público de saúde.

António Arnaut morreu hoje aos 82 anos, vítima de doença prolongada.