Sociedade

Cancro. Número de casos vai aumentar 58% em menos de 20 anos

Estilo de vida é um dos principais fatores que leva a este aumento significativo

O número de novos casos de cancro deverá aumentar em carca de 58% em 2035, pelo menos é o que indica um relatório do Fundo Mundial para a Pesquisa do Cancro.

O documento junta recomendações sobre a prevenção do cancro baseadas em evidências, muitas delas relacionadas com o excesso de peso e os hábitos alimentares de cada pessoa, sendo que estes dois estão na origem de cerca de 12 tipos de cancro, mais cinco do que o Fundo Mundial referia há dez anos, assim, ao cancro do fígado, dos ovários, da próstata, do estômago, da boca e da garganta - boca, faringe e laringe -, junta-se o cancro do intestino, da mama, da vesícula biliar, dos rins, do esófago, do pâncreas e do útero.

Mas há mais. As bebidas açucaradas também aumentam o risco de ter cancro, contudo se treinar e for fisicamente ativo, há uma proteção contra três tipos de cancro, como o cancro do intestino, da mama e do útero.

O relatório divulgado alerta ainda para o consumo de álcool, uma vez que este está associado ao risco de ter seis tipos de cancro: estômago, intestino, mama, fígado, boca e garganta e esófago.

Além disso o estilo de vida que as pessoas levam também é mencionado no mesmo documento, e os autores notam que as pessoas que levam uma vida sedentária e uma alimentação pouco rica, têm vindo a aumentar dramaticamente os casos de cancro em todo o mundo, referindo que uma em casa seis mortes no mundo se deve ao cancro.

“À medida que mais países adotam estilos de vida ocidentais o número de novos casos de cancro deverá aumentar 58% para 24 milhões de pessoas no mundo em 2035”, pode ler-se no relatório.