Vida

Cláudio Ramos "obrigado" a dar razão a Maria Vieira

Tudo por causa de Salvador Sobral

DR  

O apresentador Cláudio Ramos voltou a criticar a postura de Salvado Sobral na Eurovisão.

“Eu não fui nada injusto com o Salvador Sobral quando disse aqui que era um menino mimado, birrento e que lidava muito mal com o facto de ter ganho o Festival da Canção e com a notoriedade que ganhou com isso”, afirmou Cláudio Ramos, no episódio da semana passada, no programa ‘Contra Capa’, na SIC Caras.

“Ninguém apontou uma arma à cabeça do Salvador Sobral e lhe disse: ‘meu amigo, tu vais concorrer ao Festival da Canção e depois vais ganhar e representar Portugal e depois eles vêm cá organizar. Ele concorreu com a irmã porque quis, ninguém o mandou para lá, logo, a atitude que o Salvador teve ao longo de todo este processo é inadmissível”, acrescentou.

Cláudio Ramos criticou ainda Salvado Sobral por ter dito mal da canção vencedora, ‘Toy’, interpretada pela cantora israelita Netta. “Sou obrigado a dizer que, por uma vez na vida, a Maria Vieira teve razão naquilo que escreveu: que foi um prazer ver o Salvador Sobral engolir um sapo depois de ter dito tanto mal da canção”, confessou.