Vida

Ronaldo recorda momento em que foi surpreendido pela polícia no seu iate

Cristiano Ronaldo recordou o momento em que a Autoridade Tributária Aduaneira entrou no seu iate, em Formentera, quando estava de férias.

Cristiano Ronaldo admitiu não estar “preocupado” com os problemas fiscais que tem com a justiça espanhola. Esta quinta-feira, o programa espanhol Jugones publicou um excerto de uma entrevista que o jogador deu no Open Media Day do Real Madrid, em que o internacional português recorda o momento em que foi apanhado de surpresa no seu iate.

O melhor jogador mundo afirmou que “há coisas injustas “ e recordou com boa-disposição aquele momento: "há mil barcos em Formentera e no barco mais pequenino, que é o do Cristiano, entra a polícia com as câmaras... Mas somos assassinos aqui ou quê? Eu a dormir lá em baixo, a fazer uma sesta tranquila e a ouvir a polícia em cima. Subo e digo: 'O que se passa aqui?' e eles com armas (...) Nessas situações questionas: 'vão magoar-te?'.

Recorde-se que a entrada do fisco espanhol no barco de Cristiano Ronaldo, em julho de 2017, aconteceu na sequência de uma queixa de um proprietário de uma embarcação vizinha.

A Autoridade Tributária Aduaneira inspecionou o barco e pediu documentos de registo, sendo que Ronaldo se mostrou na altura indiferente perante a situação, não se levantando para ir ter com os inspectores.