Politica

Bloco de Esquerda foi “sujo” e “rasteiro”, diz ex-deputado do CDS

Raúl de Almeida faz duras críticas à atuação do BE no debate sobre a eutanásia

O ex-deputado do CDS Raúl de Almeida faz duras críticas à atuação do Bloco de Esquerda no debate sobre a eutanásia.

Raúl de Almeida, que pertence ao Conselho Nacional, começa por escrever, na sua página do facebook, que o Bloco de Esquerda foi a “exceção” num debate que aconteceu com “elevação”.

A seguir, o ex-deputado centrista afirma que “o Bloco, sem surpresa, pela mão de Mortágua, foi sujo, rasteiro, igual a si próprio”.

Raúl de Almeida classifica ainda as declarações de Catarina Martins, no final do debate, como “abjetas”, porque não respeitaram uma decisão democrática e soberana.

“Um nojo, esta gente sem vergonha nem caráter”, conclui o centrista.

A coordenadora do Bloco de Esquerda afirmou que Portugal “está um passo mais perto de ter a despenalização da morte assistida e, portanto, de sermos um país que respeite mais a dignidade e a escolha de cada um e de cada uma”.

A Assembleia da República chumbou ontem os projetos de lei do PAN, Bloco de Esquerda, PS e PEV para a despenalização da eutanásia.