Internacional

MP alemão pede a extradição de Puigdemont para Espanha

O ex-presidente catalão é acusado de rebelião após ter declarado a independência da Catalunha

O Ministério Público alemão solicitou hoje, sexta-feira, a um tribunal alemão, a extradição do ex-presidente do governo catalão Carles Puigdemont para Espanha.

Puigdemont é acusado de atos de rebelião, por ter declarado unilateralmente a independência da Catalunha, e desvio de fundos públicos para realizar um referendo sobre a independência que tinha sido proibido pelo governo de Madrid. O tribunal de Schleswig Holstein emitiu um comunicado dizendo que irá estudar o caso e que a resposta será dada no final do mês. Pela lei alemã o tribunal tem 60 dias para tomar uma decisão.

A 25 de Março deste ano, Carles Puigdemont, foi detido pelas autoridades alemãs no norte do país, perto da fronteira com a Dinamarca, tendo ficado na prisão 12 dias, libertado após pagar uma fiança de 75 mil euros. O ex-presidente, que estava exilado na Bélgica, tinha-se deslocado à Finlândia para uma palestra e foi interceptado pelas autoridades alemãs no regresso a Bruxelas.