Vida

Tailândia. Baleia morre depois de comer 80 sacos de plástico

Autoridades estiveram vários dias a tentar ajudar o animal a recuperar

Uma baleia-piloto morreu este sábado no sul da Tailância, depois de engolir 80 sacos de plástico, revelaram as autoridades locais.

Durante as tentativas frustradas de salvamento, o animal vomitou cinco sacos de plástico. Um especialista da marinha local disse à BBC que os sacos de plástico, que, no total, pesavam cerca de oito quilos, impediam a baleia de se alimentar.

A baleia foi encontrada na passada segunda-feira, num canal da Tailândia, já doente. Apesar dos esforços, o animal acabou por não sobreviver.

O uso de sacos de plástico tem vindo a aumentar na Tailândia, o que já levou o governo a aunciar, no mês passado, que está a pensar taxar a sua utilização, tal como acontece em Portugal.

De acordo com a fundação da ex-navegadora Ellen McArthur, que se foca em temas de regeneração e economia ambiental, a cada minuto a carga de um camião cheio de plásticos é largada no oceano. Em 2030, estima-se que, em média, duas cargas de camião sejam largadas e, em 2050, que este valor atinja os quatro depósitos de plásticos nos mares a cada minuto.

“Num cenário em que nada se faça, espera-se que os oceanos contenham uma tonelada de plástico por cada três toneladas de peixe por volta de 2025, e, pelo ano 2050, mais plásticos do que peixes (considerando o peso de ambos)”, lê-se no estudo publicado em janeiro do último ano.