Internacional

França. Crianças vão deixar de poder usar telemóvel na escola

Governo quer que medida seja aprovada ainda antes do início do próximo ano letivo.

Em frança, as crianças vão passar a ser obrigadas a deixar os telemóveis em casa, ou noutro local que não a escola, de acordo com um projeto lei que o ministro da Educação designou de “medida de desintoxicação”, com o objetivo de combater as distrações nas salas de aula e o bullying.

Emmanuel Macron, o presidente de França, espera que a medida seja aceite o mais rapidamente possível para que possa ser aplicada já a partir do próximo ano letivo.

O enunciado do projeto revela que mais de 90% das crianças francesas com 12 ou mais anos já tem telemóvel. "Os telemóveis são um avanço tecnológico, mas não podem monopolizar as nossas vidas", disse o ministro da Educação francês, Jean-Michel Blanquer, em declarações ao canal de notícias LCI. "Ninguém poderá encontrar o seu caminho num mundo tecnológico, se não souber ler, escrever, contar, respeitar os outros e trabalhar em equipa", acrescentou.

Embora a medida se foque mais nos alunos, também os professores vão ser afetados com a nova lei.

Os defensores deste novo projeto lei consideram que o uso de smartphones entre os mais novos contribui significativamente para um aumento do cyberbullying, facilita o acesso a sites de pornografia e prejudica a capacidade de os jovens interagirem socialmente.