Desporto

Sporting. Tribunal valida Assembleia Geral de 23 de junho

Em causa está a destituição de Bruno de Carvalho


Num comunicado, Jaime Marta Soares anunciou que a providência cautelar que interpôs no sentido de realizar a Assembleia Geral extraordinária foi validada pela Justiça.

“A convocatória para a Assembleia Geral de dia 23 de Junho de 2018 foi legítima e estatutariamente efectuada”, refere Jaime Marta Soares citando a notificação da decisão do tribunal.

Na mesma nota, a Justiça confirma que Jaime Marta Soares continua a ser o Presidente da Mesa da Assembleia do Sporting: “o ora signatário é, efectivamente, o Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal em pleno exercício de funções”.

O tribunal diz ainda que os meios para a realização da Assembleia-Geral não foram os “adequados a acautelar que a assembleia geral se transforme num risco para a integridade física dos participantes”.

A Assembleia Geral em causa tem como objetivo destituir Bruno de Carvalho da presidência do Sporting.

Os comentários estão desactivados.