Sociedade

Incêndios Pedrógão Grande. Investigação com mais três arguidos

Já são dez os suspeitos de terem responsabilidades nos incêndios de junho de 2017

A investigação aos incêndios de Pedrógão Grande já conta com dez arguidos - o número aumentou esta segunda-feira, com mais três pessoas a serem constituídas arguidas.

Segundo o jornal Expresso, os novos arguidos são José Graça, vice-presidente da Câmara de Pedrógão, Margarida Gonçalves, engenheira e quadro da Proteção Civil e António Castanheira, encarregado geral da Câmara.

Os restantes sete arguidos são Mário Cerol, segundo comandante distrital da Protecção Civil de Leiria, Augusto Arnaut, comandante dos bombeiros de Pedrógão, Sérgio Gomes comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria, dois funcionários da Ascendi e dois empregados de empresas subcontratadas para fazer as limpezas e gestão do combustível, refere o mesmo jornal.

Recorde-se que os incêndios de junho fizeram mais de 200 feridos e 66 vítimas mortais. As chamas destruíram 50 mil hectares de floresta e centenas de casas.