Internacional

Um almoço digno de um rei

Houve um prato que deixou algumas pessoas confusas

Os líderes dos EUA e da Coreia do Norte fizeram uma pausa nas reuniões que estão esta madrugada a decorrer para almoçar – o menu escolhido, digno de um rei, dá para gostos ocidentais e orientais.

De acordo com a ementa divulgada pela BBC, existem pratos que representam as duas culturas. Salada de gambas com abacate, porco agridoce, costeletas confitadas, bacalhau braseado e gelado da Häagen-Dazs foram algumas da iguarias escolhidas.

Mas houve um prato que deixou várias pessoas confusas: pepinos recheados. Que entrada era esta e que cultura representava? A verdade é que nem os vizinhos do Sul sabiam o que era isto, mas a correspondente da BBC na Coreia do Sul, Lee Minji, fez uma pesquisa e percebeu do que se trata: é uma entrada apreciada na vizinha do Norte, desde o tempo da Dinastia Joseon.

Recorde-se decorre esta madrugada, em Singapura, um encontro histórico entre os EUA e a Coreia do Norte. Os dois países vivem uma relação tensa há décadas – Recorde-se que os norte-americanos apoiaram a vizinha do Sul durante a Guerra das Coreias, uma postura que o Norte nunca perdoou e que usou para justificar o seu isolamento em relação ao Ocidente.

Um dos temas mais importantes que estão em cima da mesa é a desnuclearização da península coreana. É de salientar que o regime de Kim Jong-Un tem insinuado várias vezes, ao longo dos últimos tempos, o seu poder nuclear, exibindo várias manobras e testes através dos meios de comunicação nacionais.