Sociedade

Trabalhadores ferroviários. CP prevê “sérios impactos” na circulação de comboios

Greve tem início às 12h e deverá causar grandes atrasos na circulação de comboios entre hoje e amanhã

Os trabalhadores ferroviários da CP arrancam hoje com uma nova greve, que tem início às 12h, para a qual estão previstos grandes atrasos e supressões na circulação de comboios em todos os serviços, à exceção do Porto.

Apesar de o Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social ter decretado a realização de serviços mínimos, a CP prevê “sérios impactos na mobilidade dos cidadãos utilizadores dos serviços” devido à greve que começa às 12:00 de hoje, e termina às 12:00 de amanhã.

Recorde-se que, o Sindicato Ferroviário da Revisão e Comercial Itinerante (SFRCI) lamentou ontem as definições dos serviços mínimos da greve, informando que "vai haver bastante circulação [...], mas não vai haver cobrança".

A paralisação, que é já a segunda deste mês, está relacionada com “questão do agente único”, uma vez que os trabalhadores defendem que esta solução não é segura, mas apenas abrange os trabalhadores com local entre Coimbra e Vila Real de Santo António.

Além dos dias de greve de hoje e quarta-feira, o mesmo modelo será utilizado para a greve de 23 e 24 de junho, que foi ontem anunciada, mas desta vez para os trabalhadores a Norte de Coimbra.