Sociedade

Hospitais no Norte do país ultrapassam os 80% na adesão à greve

Adesão chegou mesmo aos 100% em alguns hospitais.

A adesão à greve dos trabalhadores da saúde na região norte está a ter uma adesão geral entre os 80% e os 85%, tendo chegado mesmo aos 100% em alguns hospitais.

“Na região Norte a média de adesão à greve é entre 80% e 85%, com exceção para o Hospital de São João (Porto) (…) que ronda os 90% (…) o Hospital Escala (Braga) está com uma adesão de 100% (...) e o Magalhães de Lemos (Porto) também está com uma adesão de 100%", afirmou Orlando Gonçalves, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN), em declarações à agência Lusa.

Os números de adesão à greve, que “superaram” as “expectativas” do STFPSN, devem-se na opinião de Orlando Gonçalves à “exaustão dos trabalhadores”, uma vez que há a necessidade de uma maior contratação de profissionais.

A nível nacional, a greve está a registar uma adesão de 80%, chegando também a atingir os 100% em alguns hospitais, estando apenas alguns serviços a funcionar exclusivamente em casos de urgência, adiantou a Lusa.

Todos os profissionais que fazem parte do Serviço Nacional de Saúde, desde trabalhadores de hospitais, centros de saúde ao INEM, iniciaram esta sexta-feira uma greve de 24 horas com o objetivo de exigir melhores condições, quer a nível profissional, quer a nível pessoal.