Sociedade

Professores. Tribunal decide a favor do Governo sobre concurso de mobilidade

O tribunal administrativo de Lisboa decidiu esta sexta-feira “julgar totalmente improcedentes as pretensões” dos professores que contestaram os resultados do concurso de mobilidade interna que diz respeito a agosto do ano passado

O ano passado, o Ministério da Educação abriu um concurso de mobilidade interna - destinado apenas aos professores dos quadros que querem mudar de escola -, algo que levou a uma contestação por parte dos docentes por terem sido disponibilizadas apenas vagas para professores com horários completos.

No momento em que foram disponibilizados os horários incompletos, vários professores se queixaram de terem sido ultrapassados por colegas que são menos graduados.

Esta contestação foi a tribunal com várias ações a serem agregadas numa ação de massas que o Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa considerou improcedente, decidindo assim a favor do Ministério da Educação.