Economia

Efacec ganha contrato de energia solar no Chile

A Efacec vai construir e operar uma central de energia solar no Chile. O parque solar La Blanquina, a sul de Santiago, a capital, deverá entrar em operação ainda este ano e terá uma capacidade de produção anual superior a 26 GWh (gigawatt hora).

A empresa portuguesa, com sete décadas de experiência e na liderança mundial na indústria da energia e setor da eletricidade, foi escolhida pela D’E Capital, após um concurso no qual foram apresentadas oito propostas.

O contrato ganho pela Efacec inclui o fornecimento de serviços de engenharia, design, procurement, construção, comissionamento e garantia de máquinas e equipamentos elétricos, em regime de EPC (engineering, procurement, construction) completo.

Localizado a 80km a sul de Santiago, na região de O’Higgins, o parque solar La Blanquina ocupa uma área de cerca de 20 hectares e vai produzir o equivalente à energia consumida, por ano, por mais de 9.000 lares do Chile.

Com este projeto, a Efacec reforça o seu posicionamento no mercado solar no Chile, aumentando para quase 70MW (megawatt) a sua potência instalada no país.

A D’E Capital é uma companhia chilena que investe no desenvolvimento e construção de projetos de energias renováveis. Com mais de 40 anos de experiência na construção, os seus  projetos de geração e transmissão de energia totalizam mais de 2500 MW no Chile.

Localizado a 80km a sul de Santiago, na região de O’Higgins, o parque solar La Blanquina ocupa uma área de cerca de 20 hectares e vai produzir o equivalente à energia consumida por mais de 9 mil lares do Chile anualmente. Com este projeto, a Efacec reforça o seu posicionamento no mercado solar no Chile, aumentando para quase 70MW a sua potência instalada no país.

A Efacec tem uma sólida experiência internacional no desenvolvimento de projetos para sistemas solares, incluindo autoconsumo, sistemas híbridos e parques de grande escala em regime “chave-na-mão”, trabalhando diariamente para antecipar soluções para um mundo mais sustentável.

Com uma cadeia de valor abrangente, a empresa portuguesa atua na geração, distribuição e transmissão de energia; design, engenharia, construção e manutenção de sistemas integrados (EPC – Engineering, Procurement and Construction) para os setores da energia, ambiente, indústria e transportes.

O desenvolvimento de soluções de Mobilidade Elétrica e a sua comercialização é outra das áreas de negócio da Efacec, que inaugurou no início de fevereiro uma nova unidade de mobilidade elétrica, segmento no qual é líder mundial, num investimento de 2,5 milhões de euros.

O negócio da mobilidade elétrica emprega 112 pessoas, mas deverá passar para 190 colaboradores até final deste ano e empregar até 400 pessoas em 2025. Pesa já 6% do volume de negócios da Efacec, cerca de 26 milhões de euros, e há a ambição de atingir os 15%, com o objetivo de ultrapassar os 100 milhões de euros de volume de negócios deste segmento em três anos.

O Grupo Efacec está presente em mercados estratégicos como a Europa, os EUA, América Latina, Ásia, Médio Oriente, Magrebe e África do Sul. Mais de três quartos (76%) da sua atividade é resultado de exportações.