Internacional

Dois norte-americanos condenados a 15 e 16 anos de prisão por apoio ao Estado Islâmico

Ambos manifestaram intenção de efetuar ataques em nome do Daesh.

Esta quarta-feira, dois norte-americanos foram condenados a 15 e 16 anos de prisão, por apoiarem materialmente o Estado Islâmico e por manifestarem a intenção de efetuarem ataques em nome da organização terrorista, revela um comunicado do Departamente de Justiça norte-americano.

Aziz Ihab Sayed, de 23 anos, oriundo do estado do Alabama, foi condenado a 15 anos de prisão, por fornecer assistência material ao grupo. O jovem declarou-se culpado em março de um crime de terrorismo, tendo garantido que ofereceu serviços ao grupo terrorista.

Além disso, também admitiu que comprou material para elaborar um explosivo em 2017, com o objetivo de cometer um ato terrorista, assim como reconheceu a vontade de criar uma célula terrorista para efetuar atos violentos nos EUA.

Amir Said Rahman al Gazi, de 41 anos, de Ohio, foi condenado a 16 anos de prisão por apoiar o Daesh e por ter em sua posse várias armas de fogo.

Este declarou-se culpado e confessou que ofereceu apoio à organização em 2014, - altura em que começou a divulgar comunicados nas redes sociais com o objetivo de persuadir outras pessoas.

Said Rahman manifestou também a sua vontade de cometer um ataque terrorista, depois de ter comprado uma AK-47 (arma de assalto).