Economia

Grupo chinês acorda compra da posição da Teixeira Duarte na Lusoponte

Os restantes acionistas da concessionária das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama -  Mota-Engil, Vinci e Atlantia - ainda terão de decidir se exercem o direito de preferência.

Um grupo de construção chinês manifestou interesse em comprar os 7,5% que a Teixeira Duarte detém na Lusoponte.O jornal Expresso avançou que o acordo de compra com a estatal China Construction foi assinado esta quarta-feira por Pedro Maria Teixeira Duarte e Manuel Teixeira Duarte.

No entanto, os restantes acionistas da concessionária das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama -  Mota-Engil, Vinci e Atlantia - ainda terão de decidir se exercem o direito de preferência. Isto significa que podem ainda vir a exercer o direito de preferência na proporção da sua participação, assim que sejam notificados pela Teixeira Duarte e conheçam o preço oferecido pelo China Construction Group.

Recorde-se que, no âmbito do plano de venda de activos, a Teixeira Duarte anunciou em maio a venda do complexo de escritórios Lagoas Park com impacto nos resultados de 25 milhões de euros ao fundo Kildare.