Politica

PSD quer saber o motivo para Costa não ter ido a reunião da UE sobre migrações

Deputados sociais-democratas enviaram um requerimento ao presidente da Assembleia da República

O PSD enviou um requerimento ao presidente da Assembleia da República para saber “qual a razão que motivou a ausência do primeiro-ministro na cimeira informal realizada em Bruxelas a 24 de junho sobre o tema da política migratória”.

Os deputados sociais-democratas questionam também qual o “posicionamento do governo português” sobre algumas propostas em debate no próximo Conselho Europeu, que vai ocorrer a 28 e 29 de junho.

Entre as propostas para as quais o PS espera uma resposta do governo estão “a instalação de campos e hotspots fora da Europa responsáveis pelo processo de verificação das condições de refugiado e o pedido de asilo”, “o compromisso europeu para atingir uma meta de 70% de repatriações de imigrantes ilegais (até ao final de 2019)”, a revisão de uma diretiva “relativa às normas em matéria de acolhimento dos requerentes de proteção internacional” e ainda o “reforço do FRONTEX na ordem de mais 10 mil guardas costeiros e fronteiros”.

A reunião da União Europeia realizou-se em Bruxelas e foi convocada pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Reuniu os líderes da Grécia, Itália, Espanha, França, Alemanha, Malta, Bulgária, Áustria, Bélgica, Holanda, Croácia, Eslovénia, Dinamarca, Finlândia, Suécia e Luxemburgo.

O i tentou perceber o motivo da ausência de António Costa junto do gabinete do primeiro-ministro, mas até ao momento não obteve resposta.