Cultura

Ivo Ferreira e Ana Moreira completam a programação do Curtas Vila do Conde

Festival arranca a 14 de julho com uma longa: “Diamantino”, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt. A Vila do Conde regressa também o francês Yann Gonzalez com a sua segunda longa, estreada em Cannes. 

De novo com o que de melhor se produziu em termos de curtas-metragens em Portugal no último ano em foco, arrancará a 14 de julho o 26.º Curtas Vila do Conde, cuja programação completa foi nesta terça-feira anunciada em Vila do Conde. Entre os 17 filmes selecionados para a competição nacional, encontram-se as mais recentes obras de Ivo M. Ferreira (“Equinócio”), João Viana (“Madness”) ou Rodrigo Areias (“Pixel Frio”), ao lado de títulos de novos realizadores como David Pinheiro Vicente, com “Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude)”, ou Ana Moreira, com “Aquaparque”.

Para a competição internacional, secção para a qual o festival recebeu mais de 2300 inscrições, foram selecionadas 31 curtas-metragens, que incluem as últimas obras de realizadores como Ben Rivers e Ben Russell, Bertrand Mandico, Helena Girón ou Samuel M. Delgado e João Paulo Miranda Maria.

Em paralelo com o festival, a Solar Galeria de Arte Cinemática inaugura “New Spain”, uma exposição comissariada pelo curador espanhol José Manuel Lopez e pelo codiretor do Curtas Nuno Rodrigues, que contará com instalações site-specific de sete artistas e cineastas espanhóis: Carla Andrade, Inés García, Laida Lertxundi, Lois Patiño, Natalia Marín e Helena Girón e Samuel M. Delgado.

Como havia já sido anunciado, a abrir a edição deste ano do Curtas, “Diamantino”, longa-metragem de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt recentemente distinguida com o grande prémio da Semana da Crítica de Cannes. O filme será exibido na secção Da Curta à Longa, que dedicará uma sessão a “Un couteau dans le coeur”, o mais recente filme de longa duração de Yann Gonzalez, realizador que se faz já presença habitual no festival de Vila do Conde e que foi no ano passado premiado pela curta “Les Îles”.

A cargo do realizador francês, que regressa ao festival pelo segundo ano consecutivo, estará uma sessão que intitulou “Midnight Madness Avant-Garde”, com um conjunto de obras de cinema de vanguarda, a maioria em película de 16mm, selecionadas pelo próprio.

A 26.ª edição do Curtas, cuja programação completa foi divulgada nesta terça-feira, decorre entre os próximos dias 14 e 22 de julho, em Vila do Conde.