Desporto

Argentina apura-se e torna possível encontro entre CR7 e Messi

Conjunto albiceleste venceu, a muito custo, na reta final e garantiu apuramento para os oitavos-de-final do Mundial. Caso Portugal consiga bater o Uruguai, os comandados de Fernando Santos sabem que nos ‘quartos’ vão medir forças com os franceses ou os argentinos 

Para quem não seguiu com atenção esta fase de grupos do lote D, o resultado final é o esperado: Argentina e Croácia são as duas seleções apuradas para os oitavos-de-final deste Mundial2018. Mas acompanhando todos os capítulos, a história deste filme é outra. Se por um lado os croatas brilharam com uma luz nunca antes vista (em 10 participações esta foi a melhor de sempre da Croácia numa fase de grupos – ontem após triunfo sobre a Islândia fez o pleno com 3 vitórias, conquistando os 9 pontos com 7 golos marcados e apenas 1 sofrido), por outro os argentinos sofreram a bom sofrer.
O conjunto albiceleste voltou a mostrar as várias fragilidades que tem e só na reta final do encontro com a Nigéria conseguiu garantir os três pontos obrigatórios para alcançar o 2.º lugar do grupo. 
Os comandados de Sampaoli até começaram melhor e Messi, aos 14 minutos, aproveitou para se estrear a marcar neste Campeonato do Mundo tornando-se o terceiro argentino a marcar em três mundiais, depois de Batistuta e Maradona. Mas se La Pulga fazia sonhar um país que tem visto com desagrado a sua seleção, o conjunto nigeriano estava determinado em seguir em frente e ao minuto 51 repôs a igualdade no encontro, por Victor Moses, através de penálti – de salientar que ontem subiu para 22 o número de castigos máximos assinalados, um recorde absoluto, que antes era detido pelas 19 grandes penalidades assinaladas no Itália 90. Mas voltando ao encontro decisivo, e num momento em que a Argentina parecia não ter soluções para descobrir o caminho do golo, eis que Marcos Rojo, ao minuto 86, consegue colocar a bola no fundo das redes da baliza nigeriana.
Com o triunfo, a Argentina vai agora encontrar a França nos oitavos-de-final da competição. Isto significa que, caso Portugal consiga vencer o Uruguai nos ‘oitavos’, na fase seguinte os comandados de Fernando Santos têm encontro marcado com o vencedor do jogo entre os franceses e os argentinos. Por sua vez, a Croácia, líder deste D, vai medir forças com a Dinamarca.

primeiro nulo no pior jogo deste mundial Ainda durante o dia de ontem, mas em partida da última jornada do Grupo C, França e Dinamarca também carimbaram o acesso aos oitavos-de-final da competição. Sendo certo que o empate era um resultado que beneficiava ambas as equipas, as duas seleções jogaram... para o nulo. O 0-0 exibido no marcador em Moscovo ditou o primeiro empate sem golos registado nesta edição do Campeonato do Mundo num jogo com pouco mais para notar. A fraca exibição valeu vários assobios à seleção francesa no final da partida.
Os gauleses seguraram a liderança do grupo e conseguiram pela primeira vez vencer o grupo do Mundial em duas edições consecutivas da competição (2014 e 2018). Uma proeza que terá também a mão de Didier Deschamps: desde que assumiu os comandos do conjunto francês a equipa venceu o grupo nas três fases finais em que participou.

As despedidas Perú e Austrália foram os dois eliminados deste grupo C, em terceiro e quarto lugar, respetivamente, após um encontro em que os sul-americanos venceram por 2-0, com Carrillo a ser eleito pela FIFA como o Homem do Jogo. O peruano que esteve na última época emprestado ao Watford inaugurou o marcador com um super golo. Mais: Carrillo, que fez ontem a sua 50.ª internacionalização pelo Perú, foi o autor do golo de uma formação que não marcava em Campeonatos do Mundo desde 1982. Os comandados de Ricardo Gareca chegaram ao 2-0 por Paolo Guerrero, que marcou em todas as fases finais em que participou: um total de 12 golos divididos por quatro edições da Copa América (entre 2007 e 2016) e, agora, neste Mundial.
Peça-chave desta seleção, Guerrero esteve muito perto de ficar de fora dos convocados do Perú. Em causa esteve um teste anti-doping para benzoilecgonina (substância ativa da cocaína), feito em outubro de 2017, no qual acusou positivo. O resultado levou a FIFA a afastar o capitão peruano por um ano dos relvados. Mas, depois de sempre negar ter consumido qualquer tipo de substância ilegal, a defesa insólita apresentada pelos seus advogados acabaria por reduzir a sanção para apenas seis meses. 
Ora, depois do ex-atleta do Bayern Munique ter defendido que aquela substância deverá ter entrado de forma involuntária no seu corpo, provavelmente através de dois chás que tomou para curar uma gripe. E conseguiu provar a sua inocência graças... a três múmias que teriam vivido entre 1480 e 1532.
Basicamente, um especialista bioquímico brasileiro e um arqueólogo norte-americano conseguiram provar que aqueles três corpos também acusavam precisamente a mesma substância detetada no organismo do atleta, apesar de a folha de coca ter começado a ser produzida apenas em 1859. Guerrero pode assim viajar até à Rússia e fazer história ao marcar o 2.º golo da sua equipa. O último triunfo peruano em Campeonatos do Mundo remontava, até ontem, a 1978, ano em que bateu o Irão.