Internacional

Chineses criam laser de energia que mata pessoas

O laser tem o peso de uma arma de assalto e consegue atingir alvos sem emitir qualquer luz ou som

Uma empresa chinesa criou uma arma de raios laser que provoca queimaduras, chegando mesmo a matar pessoas, a uma distância de a quase um quilómetro, avança o jornal de Hong Kong, South China Morning Post.

Para além da distância, a designada ZKZM-50 consegue, através de um raio de energia invisível, atravessar objetos e causar a carbonização instantânea da pele e dos tecidos humanos. A arma permite “queimar roupa na fração de um segundo, pelo que se o tecido for inflamável, a pessoa pega imediatamente fogo”, explicou, ao jornal chinês, um dos responsáveis pelo projeto.

Uma vez que é invisível e não produz qualquer som, “ninguém saberá de onde veio o ataque”, acrescenta. Com um peso de três quilos – o peso de uma arma de assalto AK-47 – e um alcance de 800 metros, o laser está pronto para ser produzida em massa. Os primeiros a receber esta nova arma serão as forças de antiterrorismo da polícia chinesa, avança o jornal.

O Instituto de Ótica e Mecânica de Precisão da Academia de Ciências da China foi o responsável pela criação deste projeto, no entanto o protótipo foi construído pela empresa ZKZM Laser.