Sociedade

Mais de 20 trabalhadores do INEM acusados de roubar combustível

O caso já está a ser investigado pela Divisão de Investigação Criminal da PSP
 

O INEM está a ser investigado pela PSP no âmbito do roubo de combustível por 24 elementos operacionais que são suspeitos abastecerem as suas próprias viaturas com os cartões de abastecimento para as ambulâncias, segundo o Expresso.

Não é a primeira vez que tal acontece e há até registo de situações semelhantes a esta desde o início do ano. Segundo comunicado da direção do INEM, já “foram instaurados dois processos disciplinares, encontrando-se ambos em fase de instrução”. As “situações foram imediatamente reportadas à Divisão de Investigação Criminal da PSP, encontrando-se a decorrer a respetiva investigação”, pode ainda ler-se.

O INEM esclarece que “tem vindo a desenvolver um conjunto de medidas e de mecanismos de reforço do controlo nesta área que permitiram identificar e verificar potenciais irregularidades”. Uma das medidas, que já está em vigor, é a imposição de um cartão de abastecimento próprio para cada ambulância, ao que se acresce a identificação dos condutores através do preenchimento de formulários.

A maioria dos suspeitos trabalha regularmente dentro das ambulâncias.