Politica

Parque privativo de Madonna fica 255 euros mais barato

Contrato entre a Câmara de Lisboa e a cantora norte-americana terá vigência enquanto Madonna realiza as obras à casa

O contrato polémico entre a Câmara Municipal de Lisboa e Madonna prevê a utilização por parte da cantora norte-americana da zona de “estacionamento na zona de logradouro do Palácio Pombal” durante “o tempo em que os particulares tenham os seus imóveis em obras”.

Depois da notícia de que Madonna teria alugado o espaço para estacionar os seus 15 veículos, o jornal Expresso publicou o contrato celebrado entre as duas partes a 4 de janeiro deste ano. No dito contrato está previsto o pagamento de 720 euros mensais. Um valor que está previsto na Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais.

Fazendo as contas aos 15 carros de Madonna, num valor de 48 euros por carro. No entanto, um morador de Lisboa que queira colocar o veículo no parque mais próximo terá de pagar 65 euros por mês. Fazendo as contas, são 255 euros de diferença.

“É adequado e conveniente adotar medidas que possam evitar estacionamento abusivo/desordenado na rua das Janelas Verdes”, pode ler-se ainda como uma das considerações tidas em conta. Para além disso, o facto de Madonna ter adquirido “recentemente a posse de outros imóveis na zona envolvente à rua das Janelas Verdes, que deverão entrar brevemente em obras” e o facto de o Palácio Pombal estar “de momento desocupado”, são também justificações apresentadas pela Câmara de Lisboa.

No entanto, Madonna está impedida de ceder o espaço a terceiros, entrar no Palácio Pombal ou “provocar, em período diurno ou noturno, ruído ou qualquer outra perturbação para o local e para os prédios vizinhos”.