Economia

Precariedade na mira de 300 inspetores

Há muito que se fala de situações precárias no mercado de trabalho nacional. Os debates sobre o assunto sucedem-se e a vontade de anunciar novas medidas permanece, mas há quem diga que muito pouco tem mudado.

Agora, a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e o Instituto da Segurança Social (ISS) decidiram juntar-se para inspecionar mais de mil empresas. A informação foi avançada pela ACT que, em comunicado, explica que o objetivo é “regularizar situações de uso indevido de contratos de prestação de serviço e de contratação a termo”.

Falamos de uma primeira fase da operação. Mais virão. Para já, “foram selecionadas "mais de um milhar de empresas de vários setores de atividade". De acordo com a ACT, as empresas foram escolhidas “com base em indicadores de risco em matéria de contratação a termo e recurso a trabalho independente”. No fundo, falamos de mais 300 inspetores no terreno, numa campanha que “é de âmbito nacional”.