Sociedade

GNR já levantou mais de 1900 autos por falta de limpeza de matas

Dados recolhidos até junho

A GNR revelou esta segunda-feira que, este ano, foram levantados 1946 autos de contraordenação por falta de limpeza dos terrenos florestais, "dos quais 535 foram já anulados".

Este ano, foram recebidas 3.818 denúncias relacionadas com a defesa da floresta contra incêndios, revelou o comandante-geral da GNR, Luís Botelho Miguel, citado pela agência Lusa, durante a apresentação dos resultados das iniciativas relacionada com a prevenção e combate a incêndios. Este número representa um aumento de mais de 2000 denúncias face às 1740 registadas no ano anterior.

A GNR revelou ainda que houve 274 processos relacionados com queimadas e 132 com queima de sobrantes e realização de fogueiras.

Para além disso, no âmbito da vigilância das florestas, este ano já foram detidas 79 pessoas, o que representa um aumento de mais de 60 detenções face a igual período de 2017. Foram também identificadas 680 pessoas e registadas 6108 ocorrências.