LifeStyle

Afinal, o chocolate vai ou não desaparecer daqui a 40 anos?

Um artigo que se tornou viral no ano passado dizia que, em 2050, o chocolate já estaria extinto. Mas será que é mesmo verdade? Amanhã é o Dia Internacional do Chocolate - para o poder celebrar como deve ser, revelamos as novidades sobre este assunto 

Em 2017, o Business Insider avançou com uma notícia que assustou o mundo inteiro: ‘O chocolate pode desaparecer nos próximos 40 anos’. O artigo dizia que as alterações climáticas iriam destruir as principais plantações de cacau e, consequentemente, ficaríamos sem este doce, apreciado por milhões de pessoas em todo o mundo. Mas será que isto é mesmo verdade?

As alterações climáticas já nos dão problemas suficientes – só nos faltava mais este… Mas calma, parece que a história não está bem contada.

A verdade é que o principal foco da notícia avançada no ano passado são os esforços da Universidade da Califórnia, que está a tentar usar o sistema CRISPR para alterar geneticamente a planta do cacau, por forma a torná-la mais resistente ao excesso de calor e a espécies fúngicas invasoras.

Mas onde surgiu a ideia de que o chocolate estaria extinto daqui a 40 anos? O artigo do Business Insider remete para um relatório da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) realizado em 2016. Este documento cita um outro, criado em 2014 pelo Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC). Esta investigação deixava um alerta: tento em conta o cenário atual e prevendo uma subida da temperatura média a rondar os 2.1 ºC para o ano de 2050, duas das principais plantações de cacau – as da região do Gana e da Costa do Marfim, bem como a da Indonésia – perderiam uma grande parte da área adequada ao crescimento desta planta.

E será que a partir desta dedução podemos dizer que o chocolate irá desaparecer em 2050? Com os dados que possuímos hoje em dia, não se pode dar uma data certa como a que tinha sido avançada no ano passado – até porque é possível cultivar cacau noutras partes do planeta, como a Austrália e outras zonas de África. com explica o site Science Alert.

Ou seja, as alterações climáticas são uma preocupação constante e podem, de facto, afetar a produção de cacau e, consequentemente, de chocolate. Mas é prematuro dizer que este doce já não existirá em 2050. Por isso, se lhe apetece, não tenha problemas em fechar este artigo e ir comprar o seu chocolate preferido.