Politica

Assessor de Sócrates e de Costa regressa ao governo

Vitor Escária é arguido nas viagens da Galp. Demitiu-se, mas foi contratado para negociar fundos comunitários pelo Estado, apesar de ser sócio de uma empresa que atua na mesma área. 

DR  

Vítor Escária, assessor do primeiro-ministro que se demitiu há um ano depois de se saber que ia ser constituído arguido no caso das viagens pagas pela Galp, voltou a ser contratado para trabalhar para o Governo. Escária, ex-conselheiro para os Assuntos Económicos de António Costa, está a prestar assessoria à Agência de Desenvolvimento e Coesão (ADC) desde 20 de junho. 

Segundo confirmou ao SOL o gabinete do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, que tutela a agência, Vitor Escária está a coordenar uma equipa do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) - instituição onde é professor auxiliar -, encarregada do «processo de negociação  do Quadro Financeiro Plurianual da União europeia e da preparação do futuro Quadro Comunitário Portugal 2030». 

 

Saiba tudo na edição impressa do SOL já nas bancas