LifeStyle

Starbucks diz adeus a palhinhas de plástico em 2020

Medida vai já começar a ser implementada nos EUA e Canadá

A cadeia Starbucks anunciou esta segunda-feira que, até 2020, vai deixar de fornecer palhinhas de plástico em todas as suas 28 mil lojas espalhadas pelos quatro cantos do mundo.

O comunicado da empresa surge uma semana depois de a medida ter sido implementada em Seattle (EUA), onde está a sede da cadeia: nas lojas que tem no estado de Washington, a Starbucks já só tem palhinhas feitas de material biodegradável.

E como contornar o problema? Através de uma nova tampa: trata-se de um objeto desenvolvido pelos engenheiros da empresa e feito a partir de material reciclável. De acordo com o comunicado, esta nova tampa vai começar a ser usada em algumas bebidas geladas vendidas nas 8000 lojas espalhadas pelos EUA e Canadá. O objetivo é, em 2020, servir todas as bebidas com esta tampa, com a exceção do Frappuccino, que será servido com uma palhinha de papel.

"A palhinha não é reciclável e a tampa é, então sentimos que esta decisão é mais sustentável e mais socialmente responsável. A Starbucks está finalmente a traçar a linha na areia e a criar um molde para outras grandes marcas seguirem. Estamos a elevar o nível do que é aceitável e a inspirar os nossos pares a segurem o nosso exemplo", explica o diretor de embalagens da Starbucks, Chris Milne.