Sociedade

Três anos de prisão com pena suspensa para Mesquita Machado

O ex-presidente da Câmara de Braga tinha sido acusado de participação económica na expropriação do quarteirão da Convertidas

O Tribunal Judicial de Braga declarou Mesquita Machado culpado no processo de expropriação do quarteirão das Convertidas. Ainda que com pena suspensa, o antigo autarca socialista foi acusado de participação económica e de abuso de poderes.

Segundo o tribunal, Mesquita Machado demonstrou a clara intenção de beneficiar a filha e o genro.

Em causa estava o crime de participação económica em negócio e em concurso, o que acrescenta o crime de acuso de poderes.

O autarca socialista tinha aprovado a expropriação do terreno que, em maio de 2013, foi anulada pelo executivo de Ricardo Rio, que sucedeu a Mesquita Nunes.

Os cinco vereadores socialistas que também tinham sido constituídos arguidos foram absolvidos