Politica

Rui Rio acredita que posição está “mais confortável” do que há um ano ou dois

O líder do PSD acredita que a diferença entre a realidade e o discurso do governo beneficia os partidos de oposição

Para Rui Rio, a oposição ao governo de António Costa e ao acordo parlamentar entre o PS, o Bloco de Esquerda e o PCP está mais forte porque o país não está como é apresentado pelo executivo, disse numa entrevista à Renascença.

“Cada dia que passa fica mais clara a diferença entre o discurso que o governo faz sobre a situação do país e a realidade, sem prejuízo de haver coisas que estão melhor”, disse o líder do PSD acrescentando que as coisas “também estão melhor porque, primeiro, os ajustamentos foram feitos no tempo da troika, segundo a economia europeia e mundial começou a crescer e arrasta a economia portuguesa”.

Ou seja, “há o aproveitamento de uma situação mais favorável”, acredita Rio acusando Costa de não ter feito “reformas concretas, medidas concretas indutoras do crescimento”. “Parece-me que isto não é hoje evidente para os portugueses todos, mas é cada dia mais evidente para mais portugueses.”

Sobre a questão do Orçamento do Estado, o ex-autarca acredita que tanto o PCP como Bloco de Esquerda vão votar favoravelmente ao documento, porque caso contrário ficarão todos a perder. O líder dos sociais-democratas acredita que o PS está a atirar as culpas para a esquerda e, caso não haja acordo, é o PCP e o Bloco que estarão a culpar o PS.

“A oposição está numa situação hoje mais confortável do que estava há um ano ou dois”, disse ainda Rui Rio reforçando a diferença entre o discurso do governo e a realidade do país.