Sociedade

O caso do pai que toureou com uma criança ao colo ainda não obteve reação por parte de autoridades

O episódio ocorreu durante uma tourada à corda, uma tradição açoriana

Na passada sexta-feira foi divulgado um vídeo de um pai com uma criança ao colo, enquanto toureava, na Ilha Terceira (Açores). A plataforma Basta – Plataforma Nacional para a Abolição das Touradas -  denunciou a situação à Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ) e, em comunicado, afirma que, até ao momento, não obteve.

O episódio ocorreu durante uma tourada à corda, uma tradição açoriana. O momento em questão foi publicado no Facebook da ‘Comissão das touradas e Bodo de Leite - Festas da Casa da Ribeira 2018’, mas foi entretanto eliminado. Nesta publicação, podia ver-se um homem com uma capa e uma menina pequena ao colo, enquanto enfrentava um touro, "colocando em risco a sua vida e a vida da criança", afirma a plataforma.

 

No mesmo concelho, em Porto Martins, uma criança morreu em 2016 durante uma tourada à corda. A plataforma faz referência a feridos graves e outros adultos mortos, devido a esta tradição.

Para além disto, a Basta diz que já tinha feito outras denúncias relativas à “espera de gado infantil”, que acontece nas ruas de Angra do Heroísmo e, segundo a plataforma, é “promovida pela Câmara Municipal” e conta “com a participação de várias crianças de todas as idades”.