Internacional

Novichok. Polícia investiga “outros possíveis lugares ou fontes” de contaminação

Autoridades garantiram que apesar desta investigação "não existe nenhum risco" para o público

A polícia britânica disse este sábado que está à procura de “outros possíveis lugares ou fontes” de contaminação pelo agente químico Novichok.

Hoje, Neil Basu, chefe da brigada antiterrorista da polícia britânica referiu que as autoridades estão à procura de outras formas de contaminação garantindo que “não existe nenhum risco” para o público.

“O trabalho que se está a desenvolver é tremendamente importante", disse o chefe da brigada.

No passado dia 30 de junho, um casal britâncico foi encontrado contaminado pelo agente químico. Na sexta-feira, as autoridades encontraram uma garrafa que foi analisada. “Depois da análise, ficou confirmado que a substância na garrafa é Novichok. Vão ser realizadas mais provas científicas para tratar de determinar se é do mesmo lote que contaminou Sergei e Yulia Skripal", referiram as autoridades.

Agora, a polícia está a tentar descobrir “de onde veio a garrafa e como chegou à casa”.