Internacional

“Doutor Bumbum” procurado pela polícia brasileira

O médico de cirurgia estética conhecido como “Doutor Bumbum” está indiciado pelo homicídio de uma paciente

Denis Cesar Barros Furtado, mais conhecido como “Doutor Bumbum”, é procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro pela morte de uma paciente, este domingo, durante uma operação estética aos glúteos feita no apartamento do médico. A vítima, Lilian Calixto de 46 anos,  começou a ter sintomas de que algo tinha corrido mal logo depois da cirurgia e foi o próprio médico de cirurgia estética que a levou ao hospital, avança o jornal brasileiro Estadão.

O médico está indiciado por homicídio e associação criminosa e, por isso, a Justiça do Rio de Janeiro decretou prisão preventiva. No entanto a defesa considera “precoce” responsabilizar o “Doutor Bumbum” pela morte da paciente uma vez que “ninguém é considerado culpado antes da sentença penal condenatória”, disse Naiara Baldanza, advogada do médico.

A namorada de Denis Furtado, de 19 anos, foi detida no domingo enquanto a mãe do médico, de 66 anos, e uma técnica de enfermagem de 24 anos estão foragidos.

A polícia encontrou o “Doutor Bumbum num centro comercial, no entanto o médico conseguiu fugir, explicou a delegada Adriana Belém: “Conseguimos detetar o carro dele saindo de lá, notadamente retirando coisas. Ele recebeu voz de prisão, mas conseguiu evadir[-se], abandonando o carro”.