Desporto

Sporting. Carlos Vieira pode recorrer à via judicial para apresentar candidatura

Marta Soares terá recusado a candidatura de Carlos Vieira por este estar suspenso da condição de sócio do Sporting

Carlos Vieira, que anunciou recentemente que se ia candidatar à presidência do Sporting, disse esta quinta-feira que pode recorrer a via judicial para apresentar a sua candidatura, caso seja necessário.

Depois de Jaime Marta Soares, presidente da Mesa de Assembleia Geral (MAG) do clube leonino, recusar receber os documentos da candidatura de Carlos Vieira por considerar que este, tal como Bruno de Carvalho, está suspenso da condição de sócio, o ex-vice presidente do Sporting, em declarações à rádio Renascença, afirmou que foi uma atitude “infeliz” por parte de Marta Soares.

“O que existe nos estatutos é que se entrega a lista e depois é que se valida se as pessoas da lista reúnem as condições. Era isso que deveria ter sido feito. Houve ali alguma precipitação devido a uma conjugação de fatores (...) Admito [levar o caso a tribunal]. Não gosto, mas admito. Tenho providências cautelares preparadas. Sei bem o impacto disto, estão iminentes juristas na Comissão de Fiscalização e por isso sabem bem os recursos legais que existem. Efetivamente, há formas judiciais”, afirmou Carlos Vieira.

Questionado sobre Bruno de Carvalho, de quem foi vice-presidente no clube de Alvalade, e o facto de estar a apresentar uma candidatura independente, Carlos Vieira respondeu que são pessoas “diferentes” e, por isso, “a questão das lealdades profissionais é e foi com o Sporting”.