Internacional

Puidgemont vai liderar Catalunha à distância

Novo partido independentista “em marcha” e prestes a ter sede na Bélgica

Depois de Espanha ter cancelado o mandato de detenção europeu de Carles Puigdemont, o ex-presidnte catalão deve voltar à Bélgica para dar início ao seu novo governo paralelo dedicado à Catalunha: Crida Nacional per la República – em português Conselho da República. A notícia foi avançada pelo jornal El Mundo, esta sexta-feira.

Segundo o jornal espanhol, o destino do líder independentista será provavelmente a cidade de Waterloo, na zona francesa do país.

A extradição de Puidgemont foi decretada tribunal alemão, impedido Espanha de julgar o ex-presidente por rebelião. Com esta limitação, o Tribunal Supremo espanhol decidiu cancelar o mandado europeu de detenção, recusando-se assim a julgar Puigdemont apenas pelo crime de peculato.

O começo deste novo partido já estava previsto para permitir ao líder independentista governar a Catalunha à distância, mas o partido ficou em suspenso quando Puigdemont foi preso pelas autoridades alemãs. Apesar de o mandato ter sido cancelado, o ex-presidente catalão não poderá voltar a pisar solo espanhol nos próximos 20 anos.