Politica

A geringonça das férias

Este verão, regressa a praia dos políticos... e não só. 'Ir para fora cá dentro' é o lema deste ano. Marcelo divide-se entre Pedrógão, Oliveira do Hospital e Albufeira. E Costa não vai para Palma. O Algarve volta a falar mais alto.

À semelhança da maioria dos portugueses, também os políticos aproveitam o verão para tentar desligar do trabalho e carregar baterias. Mas para onde vão? 

Marcelo Rebelo de Sousa já tinha dito em junho, durante uma cerimónia de homenagem às vítimas mortais dos incêndios, que estava a pensar ir de férias para as zonas afetadas pelos fogos de junho e outubro do ano passado, com o objetivo de incentivar os portugueses a seguirem-lhe o exemplo para que se consiga revitalizar o interior.  Segundo a assessoria de Belém, o Presidente da República vai cumprir o prometido e vai rumar, no início de agosto, a Pedrógão Grande, onde vai estar durante perto de uma semana. No fim de agosto, vai também passar uns dias a Oliveira do Hospital. Pelo meio, está previsto um período de descanso de cerca de 15 dias, com a companhia da namorada, Rita Amaral Cabral, em Albufeira, sítio para onde vai todos os anos e onde «aluga sempre a mesma casa», conta fonte de Belém ao SOL. 

Tal como Marcelo, Ferro Rodrigues também escolheu o Algarve para descansar durante uns dias. Como sempre, o presidente da Assembleia da República vai 15 dias, no mês de agosto, para a Praia da Altura, com a família. Ferro Rodrigues «alugou durante 30 anos a mesma casa, mas esta foi demolida e agora aluga outra», adiantou a sua assessoria.

Depois de no ano passado ter ido para Palma de Maiorca, este ano António Costa ainda não sabe nem quando nem para onde vai de férias. Segundo S. Bento, o Primeiro-ministro «ainda não tem nada marcado». «Para já, estamos com a agenda normal de trabalho e, pelo menos até ao final do mês de julho, não há nenhuma alteração», refere.

O SOL também não obteve resposta de Rui Rio, que costuma passar alguns dias das suas férias em Ponte de Lima, a terra natal do melhor amigo, António Carvalho Martins, antigo deputado e antigo Governador Civil de Viana do Castelo. 

Carlos César reparte as férias em família pelos Açores - de onde é originário - e pelo Algarve. Mesmo no período de descanso, o líder do PS não deixa de seguir o mundo político e mantém-se sempre contactável. «Só desligo o telemóvel nos aviões», conta ao SOL.

A região sul é também a escolha de Assunção Cristas, que viaja nas duas primeiras semanas de agosto para o Algarve. A líder centrista não confirmou qual o local específico, mas há muitos anos que a Praia das Belharucas, em Albufeira, é o seu areal eleito. O objetivo é afastar-se da política por uns dias e dedicar-se à família. Contudo vai interromper o descanso para fazer algumas visitas no Algarve, como, por exemplo, à Fatacil, uma feira dedicada à indústria, comércio e agricultura, em Lagoa.

Catarina Martins (BE) também opta por não sair do país, passando férias em casa de familiares, no início de agosto, dividindo o tempo entre o litoral e o centro de Portugal, «como acontece todos os anos», refere fonte oficial do partido.

Já Jerónimo de Sousa não se mostrou «disponível para responder a perguntas» sobre esta matéria, segundo o gabinete de imprensa do PCP, mas o líder dos comunistas costuma viajar para o sul do país com a família.