Internacional

Falsa ameaça terrorista obrigou avião da Air China a regressar a Paris

Tudo não passou de um susto

Um voo da companhia aérea Air China, que fazia a ligação entre Paris e Pequim, foi esta quinta-feira obrigado a regressar a Paris depois de uma falsa ameaça de bomba, revelou a transportadora na rede social chinesa Weibo.

"A Air China recebeu uma mensagem terrorista suspeita. O voo CA876 regressou a Paris em segurança, com o avião e os seus passageiros ilesos", publicou a empresa no Weibo, sem detalhar a situação.

Apesar do susto, tanto a tripulação como os passageiros se encontram seguros e serão encaminhados num próximo voo logo que seja possível.

De acordo com vários órgãos de comunicação locais, as equipas cinotécnicas realizaram buscas na aeronave.