Desporto

José Peseiro explicou empréstimo de Geraldes. “Tanto insistiu, que nós acedemos"

O técnico afirmou ainda que Battaglia e Rafael Leão seriam “bem-vindos” ao clube verde e branco


Esta sexta-feira, em conferência de imprensa, José Peseiro falou do empréstimo de Francisco Geraldes ao Eintracht Frankurt e revelou que a saída do médio aconteceu por vontade própria.

“Francisco Geraldes é um miúdo de quem gosto. Procurou-me a mim e à SAD a pedir para sair. Explicámos a posição dele, dissemos que viria a jogar. Colocámos as coisas claras. O Francisco foi várias vezes pedir para que pudesse jogar onde tivesse mais condições. Se calhar sente que não pode ser primeira opção, mas entendia que tinha condições para estar no plantel. Tanto insistiu que nós, sensíveis a esse projeto que ele tem, acedemos”, afirmou o treinador.

Peseiro revelou ainda a última conversa que teve com o jovem médio formado em Alcochete, afirmando que este lhe perguntou se iria ser titular indiscutível e acrescentou ainda que “tem qualidade para se afirmar.” Contudo, entendeu “a razão de querer [Geraldes] um espaço onde jogue mais vezes”, apesar do “esforço da SAD” para que este continuasse no Sporting.

Milan Badelj não ficou de parte dos comentários. O treinador leonino afirmou que o Sporting quer “jogadores de qualidade” e que “Badelj é um deles”, já que “é vice-campeão do mundo, tem um grande nível”, revelando que “fazia parte dos vários jogadores” que o clube gostaria de contratar, ainda assim, Peseiro garante que “não vale a pena falar” do médio, uma vez que “não assinou”.

O técnico afirmou ainda que Battaglia e Rafael Leão seriam “bem-vindos” ao clube verde e branco.

Relativamente aos vários candidatos à presidência do Sporting, José Peseiro mostrou indiferença: “Sou o treinador de todos os sportinguistas. O que me foca é construir uma equipa e vencer o primeiro jogo. Entendo tudo o que é as vontades de ser presidente do Sporting. Vejo os candidatos todo da mesma forma, não tenho que ter preferência. A resposta que vamos dar não depende se estamos ou não candidatos. Não ligo nada a isso”.

 

Os comentários estão desactivados.