Sociedade

Acidentes nas estradas portuguesas aumentaram este ano

Mas há menos mortos e feridos

O número de acidentes nas estradas portuguesas aumentou nos primeiros sete meses do ano relativamente ao período homólogo, com um total de 74.335 acidentes de automóvel, ainda assim há registo de menos vítimas mortais e feridos, de acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) – que incluem informação da PSP e da GNR.

A ANSR indica que, entre 1 de janeiro e 31 de julho deste ano, se registaram mais 1.608 acidentes do que no mesmo período do ano passado.

Este ano, durante o período referido, houve 274 vítimas mortais (288 em 2017) e 1.060 feridos graves (1.228).

Na última semana do passado mês de julho, morreram nas estradas 25 pessoas e outras 60 ficaram gravemente feridas.

Os feridos ligeiros também diminuíram - 22.302 nos primeiros sete meses deste ano, menos 527 do que no mesmo período do ano passado.

O distrito com mais acidentes registados foi o de Lisboa - 15.044 -, seguido do Porto (13.701), e depois Braga (6.413).

Relativamente ao número de vítimas mortais, Setúbal foi o distrito com o valor mais elevado (46), seguido de Lisboa (29) e Porto (28).

Os dados da ANSR são relativos a mortos mortos cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.