LifeStyle

Marcas com ‘H’: Chama-se so-so, mas não é “assim-assim”

So-So Store, por João Paulo Marques e Maria do Rosário Santos (Lisboa), na arte de materializar expressões e provérbios portugueses

O nome leva-nos imediatamente àquele estado d’alma tipicamente português, de que as coisas vão andando, nem muito bem, nem muito mal: “assim-assim”!

Mas, a verdade é que quem conhece a Maria e o João (naturalmente portugueses), rapidamente percebe que são duas pessoas que não se bastam com o que a vida lhes proporciona.

A So-So é sinónimo de cultura portuguesa, com que todos nos identificamos e nos queremos identificar, com um toque de modernidade e intemporalidade.

Para lá das peças, convidámos a Maria e o João a desvendarem um pouco do seu projecto e dos seus sonhos.

Deixe-se inspirar:

SO-SO EM DATAS:

A So-So Store nasceu no final de 2016, do nosso desejo de produzirmos peças com as nossas “próprias mãos”. Somos arquitectos e, sentíamos a necessidade de criar objetos que pudessem pontuar as diversas casas (e as vidas) de quem os adquire.

A So-So possibilita-nos pensar e criar, mas também produzir e construir as peças, permitindo-nos acompanhar todo o percurso das mesmas.

No ano de 2017, face ao feedback positivo que tivemos com a marca, decidimos dedicar-nos a 100% à mesma, sendo neste momento a nossa actividade principal …

A SO-SO PARA ESTE MUDO E O OUTRO:

A nossa missão passa por criar objectos que tenham a capacidade de fazer parte da vida de quem os adquire e que possibilitem lembrar pessoas, momentos e lugares: que sejam guardadores e fazedores de memórias…

QUEM ‘MERECIA’ MESMO TER UMA PEÇA SO-SO EM CASA:

Gostaríamos que o Mies van der Rohe, o Kay Bojesen ou o Charles e a Ray Eames, “designers” que tanto admiramos tivessem uma peça nossa, junto às suas que são já intemporais!

PROJECTO DE SONHO OU MISSÃO (QUASE) IMPOSSÍVEL:

O nosso maior sonho é que as peças da So-So estejam nos lares das pessoas e participem na suas vidas, fazendo parte das suas memórias …

Gostaríamos que dentro de 20 anos alguém se lembrasse de ter passeado um “cão que ladra, não morde” quando era miúdo ou do tucano “que trazia água no bico” que tem desde sempre “lá em casa” .


A homy é um blog de decoração que se distingue pela aposta na divulgação do design nacional.

Saiba mais em www.homy.pt
#designportugues #madeinportugal #designnacional