Desporto

Sporting vai fazer queixa à FIFA pela contratação de Rafael Leão

O jovem de 19 anos assinou com o Lille por cinco temporada

O Sporting anunciou que vai avançar com uma queixa junto da FIFA por considerar que a contratação de Rafael Leão pelo Lille – um dos jogadores que rescindiu com o clube depois das agressões em Alcochete – ser “inaceitável”.

A notícia foi avançada em comunicado da SAD do clube que exige um “pedido indemnizatório, ao atleta e ao clube, correspondente à cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, acrescidos de vencimentos e outros encargos, e o pedido de aplicação de sansões desportivas a ambos”.

Em causa está o “inaceitável comportamento” quer do agente que representa Rafael Leão, quer o pai do jogador. "Participar da falta de ética profissional do referido agente junto da Associação Nacional de Agentes de Futebol (ANAF) e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), por recusar inexplicável e irresponsavelmente qualquer contacto para uma negociação séria com a Sporting SAD, apesar de reiteradamente solicitado para tal", pode ler-se no comunicado. A SAD leonina diz ainda “lamentar que o pai do atleta tenha igualmente contribuído para pôr em risco o futuro desportivo do atleta pela idêntica e inaceitável recusa de um diálogo substancial e construtivo”.

Rafael Leão assinou com o Lille por cinco temporadas juntando-se assim aos restantes colegas que assinaram com outros clubes depois de terem rescindido com o clube verde e branco. Rui Patrício vai jogar pelo Wolverhampton, Podence pelo Olympiacos, William Carvalho pelo Bétis e Gelson Martins assinou com o Atlético de Madrid. Por outro lado, Bruno Fernandes, Bas Dost e Battaglia regressaram ao Sporting depois de terem chegado a acordo com o clube. Apenas Rúben Ribeiro não se comprometeu com nenhum clube.