Sociedade

“Cerca de 50 habitações” terão sido destruídas no incêndio de Monchique

Apesar de ainda não haver números oficiais, Rui André prevê que cerca de 25 habitações serão de primeira habitação

 

O número de habitações que terão ardido no incêndio que ainda lavra em Monchique pode ter chegado às 50.

“Neste momento, e sem ter um levantamento exaustivo, teremos cerca de 50 habitações destruídas, totalmente ou parcialmente. Estamos neste momento a avaliar para percebermos as reais condições dessas casas, para podermos começar a fazer contas e vermos os prejuízos deste incêndio”, disse Rui André, presidente da Câmara de Monchique, à Agência Lusa.

No entanto ainda não foi possível determinar quantas destas casas serão de primeira habitação. “Penso que de primeira habitação, totalmente destruídas, serão menos de metade desse número”, afirmou o autarca. Ou seja rondaria as 25 habitações.

Para as habitações que ficaram totalmente destruídas, o autarca explicou que estão a ser encontradas “habitações mais permanentes” para as famílias atingidas. “Ainda esta manhã acompanhei uma família que foi para uma casa da paróquia. Terá que esperar que a sua casa seja recuperada, o que vai levar algum tempo”, conta Rui André.

No que toca às pessoas que ficaram deslocadas, das cerca de 300 que foram retiradas de suas casas, cerca de 100 terão irão manter-se nas sete zonas de acolhimento existentes. “Estamos a tentar que as pessoas regressem rapidamente às suas casas, mas só o farão quando existirem reais condições para que isso aconteça”, garantiu.

O incêndio que lavra em Monchique começou na passada sexta-feira e tem obrigado à evacuação de várias localidades nos concelhos de Monchique, Silves e Portimão. Até à manhã desta quinta-feira havia 36 feridos, um dos quais em estado grave. A quantidade de hectares consumidos ultrapassa os 20 mil hectares.